Behavior Based Safety: o que é e quais os benefícios dessa abordagem?

 In Cultura de Segurança, Segurança Comportamental

Behavior Based Safety: o que é e quais os benefícios dessa abordagem?

Na tentativa de reduzir os acidentes nas empresas, muitos gestores sentem-se perdidos com o mar de informações, sendo que muitas delas parecem repetitivas e pouco práticas.

Atualmente, uma nova abordagem tem feito sucesso em negócios de vários portes e tamanhos. É o Behavior Based Safety (BBS) ou Segurança Comportamental.

Se você não sabe a que se refere esse termo e nem como a técnica pode ajudar a melhorar a segurança na sua empresa, continue a leitura!

 

O que é Behavior Based Safety?

O Behavior Based Safety, ou Segurança Comportamental, é um processo que visa reforçar os comportamentos seguros dos colaboradores e da liderança, reduzindo os riscos de acidentes.

A técnica utiliza conhecimentos da psicologia comportamental e busca envolver os colaboradores, gestores e líderes para que todos concentrem-se na busca pelo comportamento diário que favoreça a segurança, de maneira que um ajude a proteger o outro.

A ideia é que os próprios grupos de trabalhadores consigam gerenciar a segurança, rastreando, medindo e percebendo os riscos – e tomando ações que reduzam as chances de acidentes.

Com a mudança de comportamento, os colaboradores passam a compreender melhor os riscos aos quais estão expostos e as atitudes que precisam tomar para evitar acidentes e outros desvios da segurança.

Essa nova atitude faz com que a preocupação com a segurança no trabalho seja incorporada pelos colaboradores e líderes, que passam a se esforçar diariamente para tornar o local de trabalho mais adequado a todos, criando o que chamamos de uma cultura de segurança.

Em resumo, o que se espera é que, a partir da aplicação da técnica, colaboradores e gestores entendam os atos de risco, compreendam a necessidade de mudança e adquiram novos comportamentos que sejam mais seguros, sempre conferindo se os demais colegas também estão tendo esses comportamentos adequados.

 

Quais são os seus pilares?

Todos os programas de BBS se baseiam em 5 pilares, que são:

1-    sensibilização: procura aumentar o entendimento e reduzir a resistência dos envolvidos;

2-    liderança efetiva: é necessário envolver os gestores no processo para que eles passem a liderar pelo exemplo e demonstrar a importância do comportamento seguro;

3-    propriedade: capaz de aumentar a participação e desenvolver um comprometimento com a melhoria contínua da segurança;

4-    feedback: cada colaborador precisa reconhecer e apreciar o comportamento seguro, entendendo as formas de ocorrência dos comportamentos de risco;

5-    análise: identifica os fatores sistêmicos que levam ao ato inseguro e permite que as recomendações de melhorias sejam precisas.

A partir de então, espera-se que os envolvidos tenham uma noção mais ampla das atitudes que levam ao risco e das maneiras de modificá-las, passando a adotarem posturas mais seguras.

 

Por que adotar o Behavior Based Safety no meu negócio?

Apesar das explicações, ainda não está claro quais são os benefícios que o Behavior Based Safety pode trazer à sua empresa? Veja alguns dos mais importantes.

1-   Envolvimento da liderança

Nem sempre a segurança no trabalho é tratada com a importância que deveria pela liderança. E não raro os gestores acabam subestimando os riscos aos quais os colaboradores estão expostos baseando suas análises em uma busca pela maior produtividade ou lucratividade.

Mas para que um programa de segurança comportamental realmente funcione é indispensável que haja um envolvimento e uma participação mais efetiva da liderança.

Essa sensibilização dos líderes para o tema é de suma importância e faz com que muitos passem a enxergar a segurança como uma prioridade.

Aliás, o que se espera é que os líderes sejam engajados primeiro e passem a dar o “exemplo”, mostrando às equipes o quanto a preocupação com a segurança é essencial e como a busca por um comportamento mais seguro deve ser partilhada por todos da organização.

2-   Autocuidado

Um programa de Behavior Based Safety baseia-se na mudança do comportamento de cada colaborador, que passa a internalizar a noção de autocuidado e a entender como as suas atitudes são capazes de impactar o todo.

A partir desse momento, os colaboradores se sensibilizam mais com a causa da segurança, inclusive adotando os padrões e procedimentos estipulados pelo setor e também cuidando da segurança dos demais.

Para isso, claro, é indispensável ensinar o trabalhador a reconhecer o perigo da atividade que executa e entender quais ações impactam positiva ou negativamente sobre a situação.

Também é importante que cada funcionário compreenda os riscos que seus comportamentos inseguros podem trazer a si mesmo e aos demais colegas de trabalho.

3-   Cuidado mútuo e colaboração

Ao compreender que sua atitude tem a capacidade de impactar na segurança de todos do grupo, os colaboradores passam a criar uma verdadeira rede de colaboração, em que um cuida da segurança do outro.

É mais do que apenas “vigiar” se o colega está usando os equipamentos de proteção, por exemplo, mas buscar que todos tenham atitudes seguras dentro do ambiente de trabalho, inclusive reportando à direção quando existem brechas na segurança, indicando mudanças de procedimentos e ações protetivas.

Quanto mais os funcionários colaboram para a segurança, menores serão os riscos de acidentes de trabalho.

4-   Evolução para a cultura da segurança

Com todos mais bem informados sobre a importância da segurança e engajados nessa missão, a empresa passa a ter uma maturidade maior sobre o tema e evoluir para a implantação da cultura da segurança.

Basicamente, ela envolve a busca contínua por melhorias nesse setor, colocando a segurança dos trabalhadores e da instituição como uma meta a ser alcançada, com procedimentos constantes, treinamentos e operações.

A ideia é que as pessoas cumpram os procedimentos de segurança não porque é obrigatório por lei ou porque alguém está “vigiando”, mas porque compreendem o quanto eles são importantes e sabem que a melhoria contínua depende da colaboração de todos.

Assim, ninguém mais precisa ser monitorado para usar os EPIs ou para cuidarem de si mesmos. Todos entendem a importância desse setor e não têm mais atos inseguros, vivenciando a gestão da segurança em todos os processos.

Como você viu, o Behavior Based Safety é uma técnica que visa, sobretudo, modificar o comportamento de colaboradores e líderes em busca de uma adesão completa à segurança. A intenção é que cada trabalhador entenda os riscos a que está exposto e também saiba identificar quando um comportamento é ou não seguro.

São muitos os benefícios de implantar esse método na sua empresa, com uma clara redução das taxas de acidentes, maior adesão dos colaboradores e resultados mais interessantes para os negócios.

Você gostou deste conteúdo? Ajude os seus amigos a ficarem bem informados sobre a segurança no trabalho: compartilhe nossas dicas nas suas redes sociais!

 

Artigos Recentes