Liderança em Segurança: Entenda Por Que a Segurança no Trabalho Deve Começar Pelos Líderes

 In Blog, Liderança em Segurança

O que é Liderança em Segurança?

Liderança em Segurança pode ser definida como a capacidade do indivíduo de, no seio de uma organização, realizar uma espécie de “chamamento” ou união de forças em torno do objetivo primordial de fazer da Segurança uma parte da cultura de uma empresa.

Um líder nato, ao encontrar as condições ideais no ambiente de trabalho, como uma remuneração digna, possibilidades de ascensão profissional, reconhecimento, material de trabalho, etc., naturalmente consegue transmitir essa sua característica pessoal de zelar pela segurança dos que estão à sua volta.

liderança em segurança 001

Um líder em segurança deve ser capaz de contribuir para a mudança da cultura de uma empresa.

 

Essa é uma das principais características de um líder que, de acordo com especialistas, pode ser observada no dia a dia do indivíduo, quando, por exemplo, possui o hábito, bastante saudável, de se preocupar com as condições de segurança e o comportamento seguro na sua própria casa e, como consequência, é capaz de levar esse hábito para dentro da empresa.

Para Chiavenato (2010), um líder não depende, necessariamente, de um grande aporte de recursos financeiros para lidar com essas questões ligadas à Segurança. Ele é um gestor que, por meio das técnicas de coaching, trabalha para o bem-estar dos funcionários, ao utilizar, basicamente, ferramentas da ética e do respeito mútuo.

Além disso, a Liderança em Segurança envolve meios para fazer com que os empregados atuem como protagonistas nesse projeto, capazes, inclusive, de opinar e decidir o que é melhor para o seu setor, com base nas suas próprias experiências e dilemas vividos diariamente. E isso gera engajamento e senso de propriedade.

Enfim, a liderança, nesse sentido, significa a capacidade de mudar a cultura de uma empresa, especificamente no que diz respeito à Segurança do Trabalho.

É fazer com que todos, da chefia ao chão de fábrica, reconheçam na prevenção, nas condições dignas de trabalho, no treinamento, nas medidas para o bem-estar dos funcionários, entre outras iniciativas, o caminho para se obter números positivos nesse campo.

 

Por que os líderes devem ser os protagonistas desse conceito?

Manter uma cultura de segurança dentro de uma empresa, com base na prevenção, criação de consenso, união em torno de cuidar ativamente um do outro, entre outros fatores, é a base do que se chama atualmente de Liderança em Segurança é essencial para uma empresa quer é ou deseja ser sustentável.

Mas, como realizar tal projeto em meio a tantas diferenças e particularidades, como as que existem dentro de uma organização e, que, muitas vezes, diluem as opiniões, afrouxam as decisões e inibem as ações? A resposta é a formação e desenvolvimento de líderes em segurança. Na verdade este é o principal trabalho de qualquer líder…formar outros líderes

Um líder é um indivíduo capaz de influenciar os demais, por meio atitudes e comportamentos  que se elevam em meio às ordinariedades e do respeito que a sua conduta diária é capaz de proporcionar.

É ele quem pode mostrar para a chefia de uma empresa a importância de se implantar valores para longo prazo, no que diz respeito à Segurança e a Saúde dos funcionários.

Ele praticamente transforma a mentalidade de uma empresa e dos seus funcionários e é capaz de produzir qualidade de vida no trabalho, um conceito não tão novo, mas que a cada dia ganha força, muito por conta das grandes transformações ocorridas no mundo nos últimos tempos.

Transformações representadas, por exemplo, nos ideais de sustentabilidade, com a necessidade de garantir a existência das gerações futuras; no novo conceito de país desenvolvido, que agora é o que consegue apresentar crescimento econômico, sustentabilidade e o nível de felicidade da sua população; entre outras mudanças que têm a ver com o conceito moderno de país de 1º mundo.

O líder reaprende e abandona velhos modelos, como o de apenas realizar avaliações sistemáticas e superficiais de desempenho, que mostram números de funcionários afastados por acidentes, números de dias sem ocorrências, etc., ou o de analisar indicadores reativos, que dizem respeito a ações tomadas após um fato, e passa a, de fato, se dedicar na criação de cultura de prevenção.

E isso é feito por meio da conscientização de que a Vida vale mais, de que a sua Segurança depende da Segurança do colega e vice-versa, entre outros conceitos fundamentais da Liderança em Segurança.

 

Quais as características e posturas de um líder em segurança?

É possível apontar algumas qualidades ou características fundamentais que todo o líder em Segurança deve ter. Entre as quais, estão:

  1. Para ele, a segurança é um Valor.

Um bom líder é aquele que, antes de se preocupar com questões ligadas ao cumprir regras (compliance), procura levar a termo as políticas de Segurança e Saúde Ocupacional desenvolvidas.

Repouso semanal, jornada de trabalho adequada, desenvolver uma operação segura, questões ligadas à ergonomia, bem-estar, entre outros fatores, são as suas verdadeiras metas, além de produzir.

Liderança em Segurança significa valorizar o bem-estar do indivíduo.

  1. É aberto a sugestões

Ele também deve saber se comunicar com todos os setores de uma organização, da chefia ao chão de fábrica. Os funcionários devem se sentir à vontade para dar sugestões, tirar dúvidas, fazer reclamações e, até mesmo, decidir o que é melhor para o seu setor, com base na política instituída.

  1. Possui uma visão holística da segurança

A Liderança em Segurança também requer uma visão holística, ou seja, de todas as dimensões de um problema.

Nesse caso específico, uma visão holística leva em consideração as características individuais, o contexto sociocultural, a categoria profissional, escolaridade e nível de renda dos trabalhadores, características da empresa, se é familiar, multinacional, etc., certamente, influenciarão nos resultados. Podemos char todos estes fatores de Cultura – ele a entende a trabalha com a cultura para promover as melhorias.

  1. Valoriza os funcionários

Essa valorização deve ser real. O funcionário deve, verdadeiramente, se sentir parte do processo e parte da solução. Ele, o líder, tem o papel de convencer os empregados a segui-lo em seu projeto de iniciar uma melhoria da cultura, algo que, com certeza, não é tarefa fácil.

  1. Deve ter o aval do alto escalão

Por fim, apenas boa vontade não é o suficiente para se melhorar a cultura de uma empresa. É preciso que o líder tenha o apoio da alta gerência, que também deve estar envolvida no projeto.

Tal projeto exige liberdade para realizar modificações de ordem financeira, gerenciamento de conflitos, alinhamento com o setor de compliance, ações de marketing, entre outras iniciativas que podem tocar nos fundamentos da empresa.

Liderança em Segurança, muitas vezes, exige uma melhoria na cultura de uma organização, algo que só um líder pode conseguir.

Você percebe a importância de um líder em Segurança? Deixe seu comentário aqui e aproveite para compartilhar esse artigo com seus colegas de trabalho.

 

Carlos Massera é um consultor de gestão e comportamento, palestrante em Segurança e Liderança. Autor de “7 Fatores para o Sucesso de Seu Programa Comportamental, ” O que é a Segurança Comportamental”, “Como a Liderança Garante a Melhoria para a Segurança”  e o seu livro mais novo a ser lançado na Amazon “Aumentando a Percepção dos Riscos”.  Ele é um especialista em como alcançar as pessoas – como falar com elas para ouvirem e entenderem.

Recent Posts
estagnação da economia