As 3 Percepções Mais Complicadas para a Liderança em Segurança

 In Liderança em Segurança

As 3 Percepções Mais Complicadas para a Liderança em Segurança

As nossas percepções são afetadas por nossas experiências e também afetam o modo como percebemos as experiências futuras da vida, as  decisões na Segurança e a Cultura em que trabalhamos. Estas experiências geram as crenças que possuímos. Sempre afirmo que a cultura é o que as pessoas fazem quando ninguém está olhando. O que, por princípio, é a simples verdade.

As culturas de trabalho são o resultado de práticas de trabalho de sucesso, no passado, que foi valorizada e reconhecida pelos gestores e pelos grupos de trabalho. Um fase comum para designar uma cultura é: “É assim que fazemos este trabalho por aqui”. Estas pequenas valorizações diárias, tapinhas nas cotas e frases acabam por definir o perfil da cultura local. E isto exemplifica o fato de que as culturas são, de fato, o mecanismo ESSENCIAL  de sustentabilidade da segurança.

É, extremamente importante atentarmos para as cinco percepções mais perigosas para a segurança  que comprometem os investimentos e esforços na proteção da vida humana. Será que eles existem em sua organização?

Não vai acontecer comigo.   A grande maioria das pessoas entrevistadas após um acidente descrevem uma crença similar. E ela estão certas do ponto de vista estritamente pessoal. Se ela sempre trabalhou desta forma, mesmo errada, e sempre se deu bem – como é que ela vai acreditar quando alguém lhe disse que ela está trabalhando errado e pode se machucar!. Como os principais riscos estão controlados, os que sobram são de pouca gravidade, baixa probabilidade e de grande exposição. Aspecto ese que afeta a percepção de risco e promove a COMPLACÊNCIA .Ser complacente é aceitar o erro nas suas ações, sem procurar melhorar, e isso pode ser consciente ou inconsciente.  É preciso usar ferramentas adequadas para lidar com a complacência e a baixa percepção de riscos.  É essencial  manter um senso de vulnerabilidade ou de respeito aos riscos. Pode acontecer com qualquer um de nós, porque existe um risco inerente em todos os ambientes e é uma resposta psicológica que ocorre com todas as pessoas.. O desafio reside na nossa capacidade de reconhecer esses riscos e adotar medidas pessoais para minimizar a exposição.

Segurança é um problema de condições & regras de trabalho. É dever de toda empresa e gestor fornecer as condições seguras de trabalho para que as pessoas possam voltar para casa, e bem, todos os dias. Só que por condições, o governo, muitos líderes e profissionais de segurança consideram somente aspecto físico, quando muito a quantidade de regras. O resultado disse é uma quantidade estúpida de trabalho na área de manutenção para fazer as melhorias, um valor de investimento financeiro enorme, um desgaste na gestão fenomenal para lidar com tudo isso. Esquecendo-se que, as condições afetam no máximo 5 % dos acidentes. E os comportamentos das pessoas abrangem de 85 a 100 %. Pense nisso! Será que não podemos focar melhor os nosso esforços diários. Afinal, regras e engenharia focam na melhoria das condições.


Fazer Segurança não é o meu trabalho.
  Mesmo as multinacionais encontram este problema em suas culturas. por que? Simples, os profissionais de Segurança são contratados e pagos para fazer segurança. E eles centralizam, sem delegar, esta responsabilidade. Fato que é reforçado pelos líderes e principais executivos da empresa, em todos os momentos, reuniões, projetos, relacionamentos e comunicados da organização. Sem dúvida, é a responsabilidade primária de uma empresa criar primeiro um ambiente de trabalho seguro. No entanto, nenhuma organização consegue ser 100 %segura . Cada indivíduo precisa assumir a PROPRIEDADE da sua segurança e a de seu colega, para se minimizar as exposições aos riscos presentes no ambiente de trabalho.

PS: Comente o artigo. Aguardo a sua opinião

Carlos Massera é um especialista em Liderança e Comportamento Seguro, palestrante em Segurança e Liderança. Autor de “7 Fatores para o Sucesso de Seu Programa Comportamental, ” O que é a Segurança Comportamental”, “Como a Liderança Garante a Melhoria para a Segurança”  e o seu livro mais novo a ser lançado na Amazon “Aumentando a Percepção dos Riscos”.  Ele é um especialista em como alcançar as pessoas – como falar com elas para ouvirem e entenderem. A palestra de Carlos  “Liderando com a Segurança” vai ajudar a sua organização a alcançar os seguintes objetivos: melhor engajamento e compromisso com a segurança, aumentar o trabalho em equipe, melhorar a comunicação. Clique aqui para obter mais informações e para conversar sobre as  suas necessidades com o Carlos Massera.

Recent Posts