3 Erros Frequentes Que Matam o Seu Formulário de Observação

 In Segurança Comportamental

3 Erros Frequentes Que Matam o Seu Formulário de Observação.

As observações do comportamento seguro e um ótimo formulário de observação são as chaves do sucesso em qualquer Programa Comportamental para a Segurança, pois os dados que produz fornecem os meios para dar o feedback e corrigir qualquer problema na operação. Assim, muitos programas comportamentais lutam para manter este elemento fundamental. Quais seriam estes 3 erros frequentes e as soluções?

 

Os formulários de observação não abordam os comportamentos que conduzem aos acidentes.

Geralmente isto ocorre por que os registros dos acidentes não são analisados e permitiram que a percepção das pessoas dominaram o processo. O que quero dizer? O bom senso não é bom para a segurança, pois poucos o tem! Todos sempre têm alguma opinião sobre o que é certo em Segurança, mas nem todos são especialistas. Assim como em  Medicina, você procura o médico quando está doente. Ao examinar os seus dados de acidentes e incidentes, incluindo os quase-acidentes, utilizando técnicas de análise de dados (data mining), você será capaz de identificar os comportamentos que preocupam.

A Seleção dos comportamentos de risco pode ser facilmente obtida pelo aprofundamento da análise dos incidentes por local, tipo de incidente, hora, etc. A frequência de ocorrência dos comportamentos direciona-o para escolher os 20 % de comportamentos que geram 80 % dos acidentes.

Emprestar os formulários de observação de outra empresa.

Frequentemente os profissionais de uma empresa EMPRESTAM um formulário de outra unidade ou empresa, na tentativa de cobrir todos os possíveis comportamentos (e estados psicológicos em alguns casos!), sem tentar identificar o pequeno número de comportamentos que geram a exposição aos leões e, por consequência, aos acidentes.

Então os gestores da empresa se surpreendem quando o número de acidentes não diminui ou não diminui como esperado. Um exemplo de um formulário de observação no estilo  “pega tudo” está a direita.

Se os seus registros de incidentes não estão adequados (e frequentemente não são!) para obter os comportamentos de risco que se associaram a eles, você irá precisar realizar uma Análise Comportamental (ABC) para descobrir os principais comportamentos. O certo é que você vai fracassar e a sua empresa também se continuar com a prática de copiar comportamentos de outros formulários.

Lembre-se: a necessidade da operação muda de uma área para outra, de uma unidade para outra, mesmo numa mesma corporação. Então, não copie!

Os formulários de observação focam nos atos inseguros ou estados pessoais.

O que é um formulário que foca no ato inseguro? Simples, veja estes exemplos de descrição de comportamentos – Sem usar EPI, Não olha para onde ande, Corre, etc. E de estados pessoais? Os exemplos são: Está com pressa, Trabalha sem atenção, etc.

A dificuldade  é que os estados pessoais não são comportamentos e não são observáveis. Qualquer abordagem a estados pessoais é inferência e uma opinião pessoal. Fica a pergunta: como é que você vai promover a melhoria de dados que são subjetivos e cada observador pensa de uma forma e vê o mundo de forma diferente? Vai dar problema…

O desafio de lidar com programas de comportamento seguro ou auditorias comportamentais (sempre dói!) que usam uma relação de comportamentos que são atos inseguros é… Eles reforçam o ato inseguro ao invés de promover o comportamento seguro. Isto está provado por pesquisas desde a década de 70!

Vamos tentar explicar um pouco mais! Tem um exercício: 1) pense que está com vontade de tomar chá (é sério, mentalize esta vontade), 2) não pense numa xícara de chá, 3) não pense em você bebendo uma xícara de xá.  Como pode perceber, é impossível.

O não é ignorado e realizamos o ato inseguro. Solução: utilize uma relação de comportamentos seguros que irão afastar a probabilidade de haver um incidente.

Você tem conseguido melhorar as suas práticas de comportamento seguro?  Qual foi o resultado? Por favor, compartilhe conosco os seus pensamentos, no espaço para comentários, abaixo.

Carlos Massera é um consultor de gestão e comportamento, palestrante em Segurança e Liderança. Autor de “7 Fatores para o Sucesso de Seu Programa Comportamental, ” O que é a Segurança Comportamental”, “Como a Liderança Garante a Melhoria para a Segurança”  e o seu livro mais novo a ser lançado na Amazon “Aumentando a Percepção dos Riscos”.  Ele é um especialista em como alcançar as pessoas – como falar com elas para ouvirem e entenderem.

 

 

 

 

Recent Posts
Segurança comportamental-1